SLS recebe ditadura do lockdown com ausência de tratamento precoce, desemprego e políticos com salário garantido

Dória e Eduardo Leite, Lockdown e desprezo ao Tratamento Precoce

Com a autonomia dada pelo STF a estados e municípios pra regular sobre medidas de isolamento, população está refém de políticos locais para a concessão ou não de seus direitos fundamentais e liberdade.

Contrariando exemplo de outros países em que medidas draconianas de lockdown e a morte da liberdade não se fizeram presentes (como a Suécia, a qual colheu melhores resultados em termos de letalidade do que muitos países que utilizaram métodos chineses, inclusive sendo elogiada pela OMS), o RS e São Lourenço do Sul estão colhendo o resultado de políticas comunistas de controle e engenharia social que jamais tinham sido tentadas na história.

Desemprego e insegurança estão cada vez mais presentes, há falta de transparência com relação a aplicação de recursos oferecidos pelo governo federal (mais de R$2.2 bilhões apenas em 2020) o qual paga a conta da redução de arrecadação agravada por decretos de governadores e prefeitos. Além disso, é desprezado o caráter científico da eficácia das medidas de lockdown já testadas no ano passado. Qual o estudo que comprova que o impedimento das pessoas de trabalhar aqui no RS, com comércio dando exemplo seguindo protocolos, contribuiu pra redução de mortes?

Apenas em São Lourenço, 5 mil pedidos de seguro desemprego foram solicitados até dezembro de 2020 e mais de 9500 solicitações de auxílio emergencial foram transferidas.

Na semana em que 2122 médicos brasileiros veicularam em vários jornais manifesto a favor do uso de medicamentos para o tratamento precoce, o governador do Estado continua culpando população pela sua própria incompetência.

Há falta de leitos e estrutura, com o agravante de presenciarmos o desprezo ao tratamento com medicações baratas que conta com segurança e eficácia atestada por dezenas de estudos científicos revisados por pares. Veja os estudos considerando o uso da ivermectina e da hidroxicloroquina apresentando resultados com grande eficácia na redução de internações e mortes.

Nossa praia foi confiscada, nossa liberdade foi assassinada, tratamento desprezados enquanto população recebe chacota com governador fazendo churrasco e aglomeração com apaniguados dia 11 de fevereiro almejando presidência. Políticos com seu gordo salário garantido enquanto população que paga a conta é refém.

Um comentário em “SLS recebe ditadura do lockdown com ausência de tratamento precoce, desemprego e políticos com salário garantido

  1. Um absurdo o que o governador e nosso prefeito estão fazendo com São Lourenço do Sul. Sabendo que o tratamento precoce funciona muito melhor que as vacinas, transformam a cidade em cidade fantasma, causando angústia e mal estar nas pessoas que saem à rua por necessidade. Um caos! Como ficam os ambulantes que dependem de suas vendas para comer? E demais comércios? Quem tem seu salário garantido não tem essa preocupação. É só sacar no banco. Mas…e os outros? Vai ficar tudo assim? Que tal investir uma soma deste dinheiro que veio para a saúde num auxílio aos mais necessitados?

Deixe uma resposta para Soleni Peres Heiden Cancelar resposta